Os Desafios de Monitoramento de Funcionários em Home Office


Os Desafios de Monitoramento de Funcionários em Home Office

20, Abr de 2022

É fato comprovado que as ferramentas de monitoramento cresceram muito, no entanto, para que o monitoramento de funcionários home office possa trazer resultados eficientes, é necessário que haja transparência, para tratar com cuidado as informações, abaixo, apresentaremos alguns desafios mais graves que as empresas enfrentam.

 

 

Como melhorar o monitoramento de funcionários home office?

 

De acordo com a pesquisa da Bain & Company, cerca de 30% dos funcionários desejam trabalhar em regime de home office, mesmo depois que passar a pandemia, logo, ainda há muitos desafios a serem enfrentados conforme mostraremos a seguir:

 

1º Processo de adaptação

As empresas devem revisar as suas tomadas de decisões, isso ocorre porque para muitas este processo aconteceu de maneira rápida demais, que acabou deixando lacunas ou inconsistências, estas lacunas por sua vez, afetam principalmente a retenção de novos talentos.

 

Muitos candidatos costumam perguntar se a vaga é híbrida ou remota, caso seja presencial, a vaga é descartada, para evitar este transtorno, as empresas deverão investir em aftercare, trata-se do processo onde os funcionários recebem todas as orientações relacionadas ao seu trabalho.

 

2º Proteção de dados

Para realizar o monitoramento de funcionários home office com segurança, é necessário que a empresa passe pela adaptação à LGPD que foi aprovada em 2018, com a propagação do home office ao redor do mundo, as empresas tiveram que utilizar ferramentas de software, que permite controlar e monitorar o trabalho remoto.

 

Essas ferramentas são fundamentais para garantir o fluxo de trabalho, as empresas deverão criar novas rotinas que atendam à realidade do mercado de trabalho.

 

3º Cuidado com ações invasivas

Procedimentos invasivos poderão provocar processos trabalhistas no futuro, por isso, é importante que as empresas trabalhem somente com softwares que já estejam de acordo com a LGPD, é necessário que as empresas tenham cuidado com o uso de câmeras e de captura de telas, que são utilizadas para saber se o funcionário está trabalhando.

 

O monitoramento é uma atitude válida, todavia, as empresas devem evitar o monitoramento discriminado.

 

4º Transtornos e doenças

É importante ressaltar que, o monitoramento em excesso poderá provocar a crise de ansiedade em muitos de seus colaboradores, isso acontece porque os funcionários já têm que lidar com a pressão das atividades diárias.

 

Para evitar constrangimentos e problemas de saúde, como a LER por exemplo, é essencial que a política de vigilância seja esclarecida em contrato assinado por ambas as partes, principalmente com relação ao direito de imagem e privacidade dos funcionários.

 

5º Respeitar a legislação brasileira

Mesmo antes da LGPD, o Brasil já tinha normas relacionadas à segurança da informação, entretanto, ainda nem todas as empresas estão respeitando essas normas, o monitoramento no ambiente corporativo é um gargalo que tem muitos desafios a serem enfrentados.

 

É necessário que sejam respeitados os limites, principalmente, quando o funcionário trabalha em casa e em tempo integral, no Senado Federal está em trâmite uma lei que visa regularizar o trabalho de home office em todo o Brasil.

 

6º LGPD

O processo de adaptação a esta nova realidade, somente está no início, pois muitas empresas não estão 100% prontas para manter os dados dos clientes e colaboradores protegidos, a zona cinzenta que mais traz preocupação para as empresas está com relação às imagens das câmeras.

 

Na empresa, esta é uma prática que já é regulamentada, no entanto, quando o funcionário trabalha em casa, o cuidado deve ser ainda maior, alguns recursos como os fundos de telas, que protegem as áreas ao redor do ambiente doméstico, têm ajudado a proteger a privacidade dos funcionários.

 

Muitos sistemas de videochamada atuais, já contam com esse tipo de recurso, é importante que as empresas investem nesse tipo de equipamento, que mantém um contato com o funcionário, porém não afeta a sua privacidade.

 

Em um determinado período de tempo, as empresas devem realizar pesquisas de satisfação para conhecer a opinião de seus funcionários sobre o monitoramento de seus trabalhos, as empresas também precisam ficar atentas sobre as críticas e sugestões de melhorias, para evitar um possível processo no futuro.

 

Os funcionários possuem o direito de privacidade preservado, logo, eles devem saber que existe sim uma política de monitoramento, na contratação quando o funcionário estiver assinando o contrato de trabalho, o RH deve passar todas as informações sobre esses procedimentos.

 

 

Melhore já seu monitoramento com nossa ferramenta!

 

Disponibilizamos um teste gratuito para você conhecer o Makrolock, com o recurso de monitoramento multi telas sua empresa é monitorada de maneira discreta, assim, o monitoramento de funcionários home office será garantido.

 

Gostou? Baixe agora o Makrolock e conheça todos os módulos integralmente!

Comente este post: Os Desafios de Monitoramento de Funcionários em Home Office

Conheça Nossos Softwares

MakroLock
Software MakroLock

Gerencie Internet, Aplicativos, Rede, USB, Monitoramento de Telas

Teste Grátis
MakroXML
Software MakroXML

Consulta, Download e Armazenamento de XMLs e DANFEs

Teste Grátis
MakroDesk
Software MakroDesk

Gerenciamento de Chamados HelpDesk e ServiceDesk

Teste Grátis
Olá, podemos ajudar?